Commodities: desvendando o que você não sabia

Commodities: desvendando o que você não sabia

Commodities, basicamente são ativos relacionados a matérias primas de importância estrutural na Economia, como a soja ou petróleo por exemplo.

E o Brasil é muito forte neste comércio, afinal, somos conhecidos por sermos grandes exportadores de commodities para as maiores economias do mundo!

Você já deve ter ouvido falar em commodities, principalmente no noticiário da noite, mas você sabe como elas realmente funcionam, suas vantagens, e quais são as principais commodities brasileiras?

Com esses conhecimentos você conseguirá diversificar ao máximo sua carteira e acessar oportunidades de grandes lucros em mercados diferentes. 

Então, caso ainda não conheça e queira se aprofundar no mercado de commodities, leia nosso texto e expanda seu conhecimento sobre investimentos. 

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

O que são commodities?

“Commodity” é um termo vindo do inglês e seu significado é mercadoria.

Com o passar do tempo, commodities virou sinônimo de matéria-prima, ou seja, de um produto que ainda está no seu estado bruto.

Outra característica das commodities é que ao se produzir em larga escala, geralmente precisam de grande capacidade de estocagem, assim como pouca industrialização e alto nível de comercialização.

O mercado de commodities é muito importante em todo mundo e o Brasil é muito forte nesse mercado, porém mais adiante vamos explicar as principais commodities brasileiras.  

Como funcionam as commodities?

É possível investir nas commodities através dos contratos futuros, ETFs ou até mesmo pelas opções.

E, assim como outros ativos, o preço das commodities também varia de acordo com a lei de oferta e demanda. Sendo assim, quando a disponibilidade do produto aumenta, o seu preço diminui, mas quando há uma diminuição na disponibilidade o preço sobe.

Portanto, a sazonalidade de cada commodity também interfere nessa variação de preços. Afinal alguns produtos têm safras bem definidas para alguns períodos do ano, fazendo com que somente nesses períodos a disponibilidade aumente.

E a grande diferença entre as commodities e os demais investimentos é que as commodities sofrem ciclos bem mais curtos e, geralmente, em faixas de preços sempre muito parecidas.

Enquanto as ações, pelo menos de boas empresas, tendem a subir de patamar de preço no longo prazo. Isso não costuma ocorrer com as commodities, que podem ter picos de preços em algumas situações, mas geralmente o preço é sempre muito parecido com o histórico.

Quais são os tipos de Commodities?

tipos de commodities

Existem vários tipos de Commodities, desde agrícolas a minerais. Vamos listar os principais tipos com alguns exemplos:

Commodities energéticas

Commodities minerais estão geralmente ligadas à energia e vão desde petróleo a metais preciosos. Veja abaixo exemplos de commodities minerais:

  • Petróleo
  • Gás natural
  • Etanol

Commodities agrícolas

Essas commodities são formadas por produtos do agronegócio. Inclusive muitas dessas commodities são bem relevantes para o agronegócio brasileiro como:  

  • Café
  • Laranja
  • Soja
  • Milho
  • Trigo
  • Açúcar

Commodities ambientais

Essas commodities são recursos naturais, que muitas das vezes são importantes para produzir matérias primas para as indústrias.

Abaixo estão alguns exemplos:

  • Água
  • Madeira 
  • Geração de energia

Commodities financeiras 

Muita gente não sabe, mas moedas como euro e real também são consideradas commodities.

Exemplos de outros commodities financeiras:

  • Euro
  • Dólar
  • Real

Quais são as principais commodities do Brasil?

commodities agrícolas do Brasil

Como sabemos, o Brasil tem muitas riquezas naturais e por conta disso é muito forte no mercado de commodities, segundo a UNCTAD. Em 2019 esse tipo de comércio representava 63% da exportação brasileira.

O Brasil é uma superpotência em commodities agrícolas, nosso país fica atrás apenas dos Estados Unidos. E além das commodities agrícolas o Brasil também se destaca no mercado de commodities minerais, principalmente com o petróleo e o ferro. 

4 Vantagens de investir em commodities

1.Diversificação: Com sua inserção no mercado de commodities você diversifica muito seus investimentos, pois existem vários tipos, como mineral, agrícola e entre outros, cada um com um ciclo e uma dinâmica diferente.
2.Durabilidade: As commodities físicas apresentam uma alta durabilidade para ficar estocada mantendo sua qualidade.
3.Importância global: Já te mostramos como ela é importante no Brasil, mas esses produtos são essenciais para o mundo todo.
4.Proteção: Um exemplo disso é o ouro, pois ele possui uma volatilidade menor em tempos de crise e preserva seu valor ao longo do tempo.

Como investir no mercado de commodities?

Investir nas commodities é mais simples do que parece e, para te auxiliar a operar nesse mercado preparamos o passo a passo abaixo:

1º Abrir conta em uma corretora: 

É sempre bom escolher uma boa corretora, para te trazer segurança e ferramentas para ajudar a investir.

2º Entender o mercado do futuro e de opções: 

O conceito de mercado do futuro é um fator determinante para quem quer investir em commodities.

Basicamente, os contratos futuros são acordos de compra e venda com um período de validade.

Para investir nesses contratos, não é preciso pagá-los por inteiro, mas sim pagar pelo menos uma margem. A garantia não precisa ser necessariamente dinheiro, pode ser ações, títulos de renda fixa e etc.

Da mesma forma, as opções também funcionam como um contrato de compra e venda com um período de validade, mas geralmente proporcionam estratégias mais baratas.

3º Planeje-se

Agora que você já escolheu uma corretora segura e entende um pouco mais sobre o mercado de futuros e de opções. Busque planejar e estudar para tentar colocar esses ativos em sua carteira e diversificar.

Qual a cotação das commodities na B3?

saiba como acompanhar as commodities na bolsa de valores

Você pode acompanhar a cotação das commodities através do site da própria B3, além de informações como:

  • Descrição do produto
  • Características técnicas
  • Vantagens do produto
  • Gráfico de cotação
  • Quais corretoras disponibilizam esse tipo de investimento

Vale a pena dar uma olhada, veja só:

1. Clique no link que disponibilizamos acima, veja a commodity que quer saber mais:

2. Veja as informações importantes de cada commodity:

3. Para ver as cotações do produto, clique em “Cotações”, veja a tabela, alguns ativos também permitem que você gere um gráfico para facilitar a visualização das informações

O que são contratos futuros?

Um pouco acima explicamos de forma resumida como funciona o contrato do futuro, mas agora vamos aprofundar mais esse tópico e mostrar os tipos.

No contrato futuro, você vai negociar uma commodity e precificada no valor de hoje, porém a negociação só vai ser concretizada no futuro. Ele funciona como se fosse um compromisso de duas partes, do vendedor e do comprador. 

Tipos de contratos futuros

commodities

Agora vamos mostrar os tipos de contratos futuros, veja os exemplos abaixo:

Petróleo

A cada contrato do futuro é equivalente a 1000 barris de petróleo. O vencimento ocorre todo mês. 

Ele apresenta uma boa volatilidade e é um dos contratos futuros mais negociados no mundo.

Boi gordo

Essa commodity é muito famosa no Brasil, pois nosso país é muito forte na exportação de bovinos. 

A unidade utilizada para fazer cotação é o arroba, e cada contrato é equivalente a 330 arrobas. As 330 arrobas em quilos são 4,950.

O Boi gordo é o contrato futuro mais alavancado e o vencimento ocorre no último dia útil do mês. 

Café 

Outra matéria-prima bem popular no brasil, esse contrato futuro é cotado por saca, cada contrato tem 100 sacas (60 kg). 

Os contratos vencem em Março, Maio, Julho, Setembro e Dezembro. 

Milho

Como o café, o milho é cotado por sacas. Um contrato de milho equivale a 450 sacas. E além disso esse contrato futuro tende a ter baixa volatilidade.

Etanol

Diferente das outras, o etanol é cotado em metros cúbicos, cada contrato do futuro representa 30 mil litros. 

Este contrato tem uma boa alavancagem, e os vencimentos são negociados no último dia útil anterior ao mês do vencimento.

Soja

Esse grão é muito importante para as commodities brasileiras, ela como o café e o milho é cotada por sacas, cada contrato futuro equivale a 450 sacas. 

Ela tende a ter uma boa volatilidade.  

Dólar

Sim, moedas também podem ser negociadas por contratos futuros, e são commodities.

Porém não é um preço muito acessível, pois o lote mínimo é de cinco contratos que equivale a 250 mil dólares. 

Mini-dólar

A principal diferença desse commodities para o de dólar é o lote mínimo, que é um, e o valor da cotação que é 10 mil dólares.  

Ouro 

O ouro também é um commodities, o preço dela é cotado por gramas de ouro, cada contrato equivale a 250 gramas.

3 perfis de investidores que usam o contrato futuro de commodities

perfil de investidores de commodities

Estes são os 3 perfis de investidores que usam os contratos futuros de commodities em suas carteiras:

1. Hedge: 

São normalmente feitos por produtores agrícolas, para manter um preço para as colheitas do futuro. Isto é feito para diminuir as oscilações.

Os produtores fazem isso para tentar inibir uma variação no preço de venda, que faria eles perderem o lucro da colheita.

Algumas pessoas podem utilizar como proteção de carteira.

2. Especuladores: 

Os especuladores são aqueles que tentam prever a oscilação de um ativo, ou seja se o preço irá subir ou cair. 

Normalmente eles usam os contratos futuros ou as opções para aumentar seus ganhos. 

Geralmente, este tipo de investidor aceita maiores riscos do que os conservadores ou moderados e seu objetivo principal é lucrar mais, em menos tempo.

3. Arbitradores: 

Esses investidores buscam um potencial de lucro um pouco menor, porém com uma chance menor de prejuízo, mas esse tipo de investimento não é muito comum aqui no Brasil.

Esse tipo de investidor busca aproveitar a correção de uma distorção do mercado. Por exemplo, quando dois ativos correlacionados têm seus preços descolados um do outro por algum motivo, o arbitrador aposta na correção dessa distorção.

Simplifique seus investimentos assine uma casa de análise

As casas de análise existem basicamente para simplificar a sua forma de investir, com relatórios de análise de empresas e carteiras de investimentos já especificando em que ativo e em que porcentagem você deve investir.

Essa é a essência, mas se você já teve a experiência de assinar outra casa de análise viu que não é bem assim que a banda toca.

Isso porque muitas vezes você recebe relatórios com mais de 100 páginas por semana, e que francamente, você nunca vai ler inteiro.

Aqui na O2 Research, a gente prefere te entregar relatórios com as informações concisas que você realmente quer saber.

E carteiras que vão diversificar seus investimentos de uma forma bem fácil, então é só seguir a porcentagem indicada nos relatórios.

E você sabia que a O2 Research é a primeira Casa de Análise no Brasil a fazer recomendações de operações com Commodities?

Para isso, nós contamos com um nome que é referência nesse ativo: Maurício Bellinelo.

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

Conclusão: vale a pena investir em commodities?

Vale sim a pena investir no mercado de commodities, pois é um mercado com muitas opções para você diversificar sua carteira. 

É possível investir em soja, café, milho e entre outros produtos agrícolas.

Mas não é só de produtos agrícolas que vivem os commodities, eles também estão no mercado mineral, um exemplo o petróleo, e também no ambiente como madeira. 

Uma das principais vantagens desses ativos são os ciclos mais curtos e previsíveis do que os apresentados pelas ações.

Assim, é possível explorar oportunidades de grandes lucros nas reversões de preços do ativo.

Esse é inclusive o objetivo das recomendações em Commodities incluídas na assinatura da O2 Research!

Quer saber mais sobre este assunto? Acompanhe o nosso “Papo Commodities” no nosso canal do YouTube!

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments