Criptomoedas: conheça as 5 principais
entenda como investir nas principais criptomoedas

Criptomoedas: conheça as 5 principais

Será que as criptomoedas vão dominar o mundo? A cada dia que passa as pessoas estão usando menos o dinheiro físico e preferindo meios mais rápidos e seguros.

E é aí que entram as criptomoedas ou também conhecidas como “ciber moedas”. 

Atualmente, as criptomoedas têm sido tema de muitos debates e pauta para grandes investidores darem suas opiniões.

Mas será que é realmente prudente operar e realizar alterações em seus investimentos com base em notícias ou na opinião de outras pessoas?

A O2 não acredita nisso!

Por isso temos o compromisso de te ajudar a investir da melhor e mais segura forma possível, então nos diga, você sabe o que são as criptomoedas, você já investe neste ativo?

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

O que é criptomoeda?

Uma criptomoeda é nada mais do que uma moeda digital, ou seja, que não existe de forma física, como a cédula do Real, por exemplo.

Elas surgiram em 2007, com o Bitcoin, a primeira criptomoeda do mundo, criada por Satoshi Nakamoto.

E o conceito de moeda digital pode até parecer meio confuso.

Mas se você parar para pensar, qual foi a última vez que você usou cédulas de dinheiro para efetuar suas compras? 

E pense também em como os hábitos das pessoas, até mesmo de compras, estão cada vez mais ligados ao digital.

Efetuamos compras apenas por meio dos números na tela de um smartphone ou então de um computador, certo?

As criptomoedas ou moedas digitais seguem a mesma lógica.

Como funcionam as criptomoedas?

Elas utilizam a tecnologia de blockchain, ou seja, uma espécie de banco de dados virtual, e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda.

Um ponto importante que também deve ser levado em conta é que o criador ou os criadores das criptomoedas podem estabelecer um limite para a criação de novas unidades da sua moeda digital.

No caso do Bitcoin, por exemplo, serão emitidas apenas 21 milhões de unidades.

Isso pode parecer confuso porque estamos acostumados a usar dinheiros “infinitos”.

Que podem ser impressos em quantidades praticamente ilimitadas pelos Bancos Centrais.

Mas, algo que poucos param para pensar é que esse tipo de coisa gera uma grande inflação da moeda em questão, como é o caso do nosso Real.

Entretanto, algumas criptomoedas, como o Bitcoin e o Litecoin, foram inventadas e planejadas para serem moedas deflacionárias.

Isso significa que elas se valorizarão ainda mais em relação à demanda.

Ou seja, quanto menos criptomoedas existirem e mais alta for a procura, maior será o seu valor.

Além disso, a compra e venda pode ser feita anonimamente pela internet e a criptomoeda geralmente é armazenada em uma carteira administrada em um computador pessoal ou dispositivo móvel, como o celular.

entenda as criptomoedas

Como investir em criptomoedas?

Atualmente, existem três principais maneiras de investir em criptomoedas no Brasil, por meio dos fundos de investimento, dos ETFs ou então comprando diretamente através de uma Exchange.

Fundos de investimento de criptomoedas

Recentemente foram abertos alguns Fundos de Investimento de Bitcoin e também Fundos compostos com outras criptomoedas e eles surgiram para facilitar o acesso a esse tipo de investimento.

A Hashdex, por exemplo, oferece alguns tipos de fundos compostos por criptomoedas.

Com opções em que apenas 20% dos recursos são alocados em criptoativos e 80% ficam na Renda Fixa, até opções com 100% de aplicação em criptos.

Além dele também existem os fundos de criptomoedas BLP e BTG.

E para investir você deve criar um cadastro em uma corretora e assim você conseguirá escolher o seu fundo de investimento de preferência.

Depois é só investir.

Mas tome cuidado ao optar por essa forma de investimento!

Atente-se à cotização da aplicação, pois se ela pode ocorrer depois de 1 dia útil, por exemplo.

O que significa que seu investimento só será feito no próximo dia útil e, como as criptomoedas são ativos muito voláteis.

Esse prazo pode impedir que você aproveite um bom momento de entrada.

E também fique de olho no prazo de resgate, que costuma ser grande, de 5 a 10 dias.

O que também pode levá-lo a amargar um prejuízo por conta da variação das criptos até o resgate.

Entenda melhor

Veja um exemplo: Antônio investiu R$ 1.000,00 em um fundo de criptomoedas em um dia de queda do mercado.

Porém, como a cotização foi feita só no próximo dia útil ele não conseguiu aproveitar a queda, pois no dia seguinte os ativos já haviam se recuperado e voltaram a subir.

Mas passaram alguns meses e ele decidiu resgatar o investimento em um momento de grande alta dos ativos.

Entretanto, devido ao prazo de resgate ele também perdeu esse timing e acabou tendo o dinheiro resgatado quando as criptos haviam caído bastante, após 10 dias da solicitação de resgate.

Entendeu?

Como as criptomoedas têm movimentos às vezes muito rápidos e com grande volatilidade.

Os prazos dos fundos irão prejudicar muito os seus investimentos.

Fora que é cobrada uma taxa de administração e há um valor mínimo para investir através desses fundos e que é geralmente maior do que o investimento direto nas criptomoedas.

ETF (Exchange Traded Fund)

Também é possível investir através dos ETFs, ou Exchange Traded Funds, que são fundos de investimento negociados diretamente na Bolsa de Valores, assim como as ações de empresas.

E recentemente foi lançado o primeiro ETF de criptomoedas do Brasil, o HASH11.

Esse ETF na verdade compra um outro ETF nos Estados Unidos.

O Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, que é composto por uma cesta de criptos como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Bitcoin Cash, Chainlink e Stellar.

A vantagem é que a taxa de administração do ETF é menor do que os Fundos de Investimento e há a facilidade de comprar diretamente do seu Home Broker, tão fácil quanto comprar uma ação.

Além disso, a cota do ETF é mais acessível que o valor mínimo exigido pelos Fundos citados anteriormente. 

criptomoedas valorização

Comprando diretamente

A última maneira é comprar diretamente a criptomoeda, através de uma Exchange.

Calma, o nome pode assustar, mas você vai ver que é tudo bem simples, a Exchange é como uma corretora, só que voltada para criptomoedas.

Existem várias opções disponíveis no Mercado, tanto no Brasil como no Exterior. Você só precisa escolher a que considera melhor.

Realizar seu cadastro nela e enviar seu depósito, algumas delas inclusive, já aceitam PIX.

Depois você escolhe em qual criptomoeda deseja investir e usa seu saldo para comprá-la.

Simplifique:

As vantagens de investir diretamente dessa forma é que você não paga taxa de administração e pode comprar ou vender até nos fins de semana.

Isso porque o mercado de criptomoedas funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Então você pode inclusive aproveitar uma queda no preço do ativo em um sábado à noite para comprar mais, ou vender se estiver subindo bastante.

Além disso, como as criptomoedas podem ser compradas em pequenas frações, é possível investir mesmo com pouco dinheiro.

Sem dúvidas essa é a melhor maneira de você investir nas criptomoedas.

Na O2 Research você também consegue acompanhar os relatórios com as melhores criptomoedas para que você possa incluir esse ativo na sua carteira.

E é bem simples, você tem acesso à cesta de criptomoedas que recomendamos e o percentual de participação de cada uma na carteira, funciona assim:

Qual a diferença entre criptomoedas e moeda virtual?

criptomoedas ou moedas virtuais

As moedas virtuais são intangíveis, ou seja, não possuem uma forma física e existem apenas no formato virtual. 

Já as criptomoedas são um tipo específico de moeda digital, cujos principais atrativos são privacidade, segurança e descentralização.

Uma forma simples de entender: quando você faz pagamentos com o cartão de crédito, débito ou com o PayPal, por exemplo, está lidando com moedas virtuais.

Enquanto as transações com Bitcoin e Ethereum já se tratam de criptomoedas.

Vantagens de investir em criptomoedas

Segundo a plataforma Coin Market Cap, o número total de criptomoedas existentes atualmente no mercado ultrapassa 10.000. Ou seja, a cada dia que passa elas vêm se destacando mais no mercado financeiro.

Quer investir nas criptomoedas, mas ainda tem dúvida? Confira as principais vantagens:

Autonomia

As criptomoedas não são controladas por uma autoridade central, como um governo ou instituição financeira. Assim, é você que assume o controle do seu dinheiro e torna-se seu próprio banco.

Dessa forma, ela se torna um investimento alternativo ideal, com grande potencial de valorização para acelerar sua aposentadoria.

Valorização

As criptomoedas podem oferecer uma alta margem de lucro devido à grande volatilidade do mercado. 

Nos últimos anos, a maioria das criptomoedas teve um grande aumento na demanda, gerando casos de valorização acima de 1000%.

O Bitcoin, por exemplo, valia cerca de 0,07 centavos de dólar em 2010. Atualmente, ele está sendo negociado a 48.494,40 dólares. Ou seja, sua valorização foi absurdamente alta.

Se considerarmos o período desde o Corona Crash, ele sozinho já subiu mais de 500% em dólar.

Rapidez e sem complicações

Nos investimentos tradicionais, corretores e agentes podem adicionar complicações e despesas significativas em cima de uma transação simples. 

Existem muitas burocracias, taxas de corretagem, comissões e outras condições especiais que costumam ser aplicadas.

Já o processo de transferência de ativos digitais é muito simples. Basta clicar em alguns botões e confirmar a transação. 

O pagamento pode ser recebido em tempo real, pois existem milhares de mineradores que processam essas transações na blockchain com velocidade e segurança.

Acessibilidade

Como não há uma autoridade central que governa as transações, você pode negociar criptomoedas a qualquer hora do dia, desde que algum outro usuário esteja ativo no mesmo momento que você. 

As transferências podem acontecer independentemente de onde você e o destinatário estejam no mundo. Ou seja, você pode negociar com uma pessoa do Japão, por exemplo!

Quais são as principais criptomoedas?

Btc ou bitcoin

Agora chegou a hora de dar nome aos bois. Vamos conhecer as principais criptomoedas do mundo e suas singularidades:

Bitcoin

Não podemos começar com outra sem ser o Bitcoin, que foi a primeira criptomoeda do mundo! 

Seu surgimento ocorreu em 2007, quando Satoshi Nakamoto, pseudônimo japonês que representa uma pessoa anônima ou um grupo de pessoas,criou o protocolo original desta criptomoeda.

Ela fez história, pois abriu portas para a regulamentação de moedas digitais como formas legais de pagamentos e transações. 

O Japão foi o primeiro país a criar a primeira legislação de regulação da criptomoeda como forma de pagamento e da atividade das casas de câmbio.

O que chamou a atenção de novos investidores/compradores no país asiático, fazendo a cotação global ter uma grande alta.

No ordenamento jurídico brasileiro, não há uma regulamentação específica para bitcoins ou qualquer outra criptomoeda ainda, mas já há regras para sua tributação. 

Na prática, o bitcoin não é atrelado a economias estatais, por isso não pode ser considerado uma moeda – embora reúna vários dos principais aspectos definidores de moedas.

Ethereum

O Ethereum foi fundado em 2014 por Vitalik Buterin, um escritor e programador Russo-Canadense, que na época tinha apenas 20 anos. 

Ao contrário do Bitcoin, o Ethereum não foi criado originalmente para ser uma moeda digital.

O objetivo era que ela se tornasse um ativo para recompensar os desenvolvedores pelas contribuições na plataforma criada e em seus projetos.

Atualmente, ela está entre as moedas virtuais mais negociadas do mundo e abriu portas para uma enorme gama de novos projetos baseados em sua blockchain, as chamadas DeFi (Finanças Descentralizadas).

Litecoin

O Litecoin foi criado em 2011 por Charlie Lee, um ex-funcionário do Google. 

Por causa do processamento mais rápido, ele é considerado uma alternativa mais eficiente do que o Bitcoin para realizar transações no dia a dia. 

Além disso, esta criptomoeda foi desenvolvida para produzir mais unidades. Enquanto o Bitcoin tem um limite de 21 milhões de moedas.

O limite do Litecoin é de 84 milhões.

Seu valor é baixo comparado com outras moedas digitais, custando atualmente 317,56 dólares.

Binance Coin

A Binance Coin foi lançada em 2017 por uma das maiores exchanges do mundo, a Binance.

Ela foi criada como token de utilidade para descontos em taxas de trading.

Com o tempo, a criptomoeda se tornou a terceira maior moeda virtual em capitalização de mercado.

Ela também pode ser usada para comprar presentes virtuais, pagar despesas de viagens, fazer compras usando cartão de crédito, entre outros serviços. 

E a Binance tem lançado constantemente novas funcionalidades que permitem o uso do token.

Stellar

A Stellar foi criada em 2013 por Jed McCaleb, co-fundador da Ripple.

Ela é muito mais rápida e tem um custo de transação muito mais barato do que o Bitcoin.

Além disso, esta criptomoeda consegue fazer até mil transações por segundo.

Uma curiosidade interessante é que, no começo, 95% da Stellar foi dada de graça para quem quisesse obtê-la. 

Ela opera em seu próprio protocolo de consenso.

Que é basicamente uma rede de especialistas internos capazes de executar este sistema de forma independente.

Deixando o processo menos descentralizado que os mais tradicionais. 

Porém, é exatamente isto que permite um alto grau de eficiência.

Quais os principais ETFs de criptomoedas?

Você sabe o que são ETFs? Eles são fundos compostos por uma “cesta” de ativos e são negociados diretamente na Bolsa de Valores. Agora vamos conferir o principal ETF das moedas digitais:

HASH11

HASH11 é o primeiro ETF de criptomoedas do Brasil, e embora seja recente ele já é o quinto maior ETF da bolsa brasileira.

No começo de abril deste ano ele levantou 615,2 milhões de reais na sua oferta primária! 

A grande vantagem do ETF é proporcionar comodidade para quem está acostumado com o Mercado tradicional, já que poderá ter acesso às criptomoedas em uma área já conhecida: seu Home Broker.

Pois, sendo um ETF negociado na B3, investir no HASH11 demanda o mesmo processo que seria usado na compra de uma ação.

E por enquanto essa ainda é a única opção para investir em criptomoedas via ETF no Brasil, mas no exterior já existem várias outras opções disponíveis.

Diferenças entre investir em ETFs de criptomoedas vs criptomoedas:

Na O2 Research te encorajamos a investir por si próprio, apesar dos ETFs serem muito sedutores por se tratarem de expor a sua carteira a bons índices negociados na Bolsa de Valores.

Mas vale bem mais a pena investir por si só! Isso porque, além das vantagens que te explicamos a pouco, como a autonomia, por exemplo, a valorização e acessibilidade de investir neste tipo de moeda é o que mais nos cativa por aqui!

Ao investir em criptomoedas você vai ver que pode adquirir pequenas frações do ativo, além disso, investindo direto há vantagens no imposto de renda e você acaba não apenas se expondo à variação do preço do ativo e independe de outra instituição.

É seguro investir em criptomoedas?

É verdade que as criptomoedas são um investimento de risco, mas a Associação Brasileira de Cripto Economia (ABCripto) lançou ano passado um código de autorregulação para o setor no país.

A proposta visa proteger os investidores sem criar obstáculos para a livre iniciativa.

Funciona como um guia de boas práticas operacionais para as empresas do ramo. 

Esta é uma forma de ajudar a descomplicar o universo das criptomoedas e dar segurança às pessoas na hora de começar a investir.

Principais corretoras de criptomoedas

corretoras de criptomoedas

E onde podemos investir? Se você precisa de ajuda nesse momento, que tal simplificar seus investimentos e assinar uma casa de análise?

Mas antes confira agora as principais corretoras de criptomoedas:

Bitcoin Trade

A BitcoinTrade foi fundada em 2017 e é a plataforma de moedas digitais mais segura da América Latina.

Com apenas 20 reais você já consegue sua primeira fração de criptomoeda para investir.

Coinext

A Coinext ganhou nas principais categorias do CoinTimes Awards e foi indicada como a melhor do Brasil no CriptoAwards.

Os passos para a criação da conta são bem simples e você pode começar a investir em criptomoedas a partir de qualquer valor.

Foxbit

A Foxbit é considerada a líder brasileira no segmento de criptomoedas. Logo na sua página de entrada tem uma simulação bem interessante sobre moedas digitais.

Também é uma empresa premiada, levando o primeiro lugar no Prêmio Deloitte|Exame PMEs que mais crescem.

NovaDAX

A NovaDAX é uma corretora de criptomoedas e conta digital. Ela é a única exchange no Brasil com conta digital gratuita e cartão pré-pago. 

Em seu catálogo tem mais de 40 combinações de troca entre real-cripto e cripto-cripto e, dentre as criptomoedas, estão o Bitcoin e Ethereum.

Binance

A Binance é uma plataforma de compra e venda de criptomoedas, como Bitcoin e sua própria moeda virtual, a Binance Coin.

Ela promete as melhores taxas do mercado brasileiro e apresenta até uma forma de comprar criptomoedas pelo PIX.

Simplifique seus investimentos assine uma casa de análise

Ao assinar uma casa de análises você estará pronto para investir em diferentes tipos de ativos permitindo assim uma maior diversificação da sua carteira de investimentos.

Sem comprometer a sua segurança e rentabilidade.

Aqui na O2 Research você receberá relatórios semanais sobre as Bolsas Brasileira e dos Estados Unidos, Opções, Criptomoedas e Commodities, além da exclusiva Carteira Quant.

Todo esse conteúdo está sendo preparado com a curadoria de grandes nomes do mercado como: Luiz Fernando Roxo, Marcello Paz, Maurício Bellinelo, Mario Goulart e Fernando Negrini.

E ainda mais com um toque de humor e informação em nosso programa diário, exclusivo para assinantes, chamado “+ Que um Morning Call”.

Gostamos de chamar assim porque, se você já assinou outras casas de análise, sabe que os conteúdos não passam de “leituras” das principais notícias do Mercado.

O que pode ser até bem legal, mas aqui você vai saber como interpretar as diversas mudanças do mercado financeiro.

Isso serve para você não operar por notícias e sim por fatos que possam influenciar em suas operações.

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

Conclusão

A verdade é que as criptomoedas revolucionaram o mercado financeiro e se você gosta desse mundo de investimentos não vai querer ficar de fora, né?

Hoje em dia é praticamente impensável não ter pelo menos um pouco de criptomoeda na carteira e acredite.

Elas podem acelerar muito a sua liberdade financeira se usá-las corretamente.

Lembrando que é muito importante você estudar e entender, afinal, quando o assunto é sobre dinheiro, todo cuidado é pouco.

E claro, conte com a O2 Research caso queira investir em criptomoedas com segurança, assine e tenha acesso à nossa Carteira Cripto.

Gostou do texto? Compartilhe com quem também precisa entender mais sobre esse mundo das criptomoedas.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments