Benchmarks nos investimentos: como eles podem te ajudar?

Benchmarks nos investimentos: como eles podem te ajudar?

Os benchmarks do mercado financeiro são os principais índices de referência para investir!

Como saber se determinado ativo vale a pena? Muitas pessoas acreditam que o valor positivo já é um bom indicador, porém, a avaliação deve ir além disso. 

E é aí que entra o benchmark financeiro, que são os índices cruciais para saber se um ativo de fato está tendo um bom rendimento ou não.

Mas, afinal, como ele ajuda no entendimento do mercado? Confira agora no nosso artigo:

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

O que são benchmarks no mercado financeiro?

entenda o que significa benchmark

Quando nos referimos às finanças, o termo benchmark é ligado a um Índice de referência, que tem por objetivo servir como um parâmetro comparativo.

E é bastante útil para a análise de performance de um determinado ativo, bem como uma carteira de investimentos.

Termo utilizado em diferentes setores empresariais. Para destacar a comparação de mecanismos, processos, objetos ou até mesmo resultados relacionados aos investimentos. 

No caso de um benchmark financeiro podemos fazer a divisão deles em dois tipos: o primeiro é para medir e comparar a performance de aplicações na renda fixa, e o segundo faz o processo com ativos da renda variável.

Qual é a função dos benchmarks?

A principal função dos benchmarks dos investimentos é servir para avaliar as rentabilidades e ajudar na tomada de decisão do investidor. Afinal, antes de investir, você poderá saber se o título ou ativo em questão está acima ou abaixo de seu índice de referência. 

Assim, poderá concluir se aquele é ou não um bom investimento para a sua situação atual.

Ou seja, um investidor pode pensar, por exemplo, se vale a pena realizar um primeiro aporte ou mesmo se está sendo vantajoso manter um investimento. 

É por esse motivo que o benchmark é interessante para os que buscam otimizar suas carteiras.

É possível até montar e rebalancear a carteira ao avaliar seus riscos e retornos a partir da relação dos investimentos com seu benchmark. 

O desenvolvimento do portfólio utiliza a comparação entre aplicações dos portfólios como meio para identificar aumento ou diminuição.

Quais são os principais benchmarks de renda fixa brasileira?

categorias de benchmarks

Renda fixa é um termo que se refere a qualquer tipo de investimento que possui regras de remuneração definidas no momento da aplicação no título.

Confira agora os principais benchmarks de renda fixa brasileira:

Taxa Selic

Sendo considerada a grande referência das operações financeiras nacionais, a Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. 

Uma de suas principais funções é o controle dos juros, auxiliando a equilibrar os preços e a movimentação de capital.

CDI (Certificado de Depósito Interbancário)

O CDI é um benchmark popular na renda fixa e em Fundos de Investimentos Multimercados. Ele é uma taxa proveniente da emissão de títulos entre bancos.

Usados como indicador de comparação, os títulos de renda fixa têm rendimentos atrelados ao CDI.

IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e outros indicadores de inflação

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é o órgão responsável pela medição do IPCA, que é considerado o índice inflacionário nacional.

Sua função é fornecer o cenário de variação de preços ao consumidor final e pode servir como benchmark para o mercado financeiro.

O IGP-M, o IPC-S e o INPC, são outros indicadores de inflação.

Eles são referências para que o público entenda as movimentações de preços e o impacto deles no orçamento e nos investimentos.

A inflação é um benchmark fundamental para qualquer investidor. Afinal, um rendimento vantajoso precisa estar acima dela. 

Do contrário, você corre o risco de ter rentabilidade baixa ou mesmo negativa. Ou seja, pode estar perdendo poder de compra ao longo do tempo.

Ptax

A Ptax é uma taxa de câmbio que tem o seu valor definido por um cálculo diário feito pelo Banco Central do Brasil.

Para isso, é utilizada uma média das taxas de dólar durante quatro janelas do dia.

Os dealers passam a informação utilizando o preço do dólar em dois dias úteis como referência.

Tal taxa é usada como referência para aqueles investimentos baseados em moedas, como é o caso dos fundos cambiais. 

O valor é calculado tendo como base a cotação do dólar à vista, que é negociado ao longo do dia. 

Como dito, são quatro janelas que serão somadas e, a partir disso, obtida a taxa média que é praticada no mercado cambial.

Quais são os principais benchmarks da renda variável brasileira?

Ativos de renda variável são aqueles cuja remuneração ou retorno de capital não pode ser dimensionado no momento da aplicação, podendo variar positivamente ou negativamente, de acordo com a volatilidade do mercado.

Confira agora os principais benchmarks de renda variável brasileira:

como são escolhidos os benchmarks

Ibovespa e outros índices setoriais da bolsa

O Ibovespa é usado para acompanhar o desempenho da Bolsa de Valores Brasileira, a B3. Ele tem grande importância, pois reflete as ações mais negociadas (em termos de volume).

Assim, quem tem uma carteira composta por papéis de empresas pode utilizar o índice como comparação de resultados.

Vale a pena ressaltar que a bolsa não tem apenas esse índice, existem outros que merecem ser levados em consideração, variando conforme os ativos e outros detalhes, como segmento específico, sejam empresas do setor financeiro, menor capitalização, entre outros. 

Os principais são:

  • Índice Brasil 50: reúne as 50 ações mais negociadas na bolsa de valores;
  • Índice Small Cap: reúne os empreendimentos de menor capitalização;
  • Índice Financeiro: reúne as negociações em ativos do mercado financeiro;
  • Índice Imobiliário: associa médias de ações de empresas que estão alocadas no mercado imobiliário.

Uma curiosidade que é pouco comentada é que o Ibovespa é um dos poucos índices no mundo que contabilizam os dividendos em sua composição.

Isso significa que, quando as empresas que compõem o Ibovespa distribuem dividendos eles são somados ao índice também.

Porém, a cotação das ações sempre descontam os dividendos na chamada “data EX”, ou seja, para uma comparação justa de qualquer carteira de ações com o Ibovespa o investidor deve sempre somar os dividendos distribuídos pelas ações da carteira.

Taxa de câmbio

A taxa de câmbio é especialmente útil para pessoas que realizam operações envolvendo troca de moedas. Ou seja, para investimentos com lastro em moedas.

Além de tratar das trocas gerais entre países, a taxa influencia as condições de investimentos cambiais. Ela faz uma relação de preço, medindo uma moeda em função da outra.

Quais são os principais benchmarks da bolsa americana?

benchmarks índices de referência

A bolsa americana também é uma opção de investimento para aqueles que são mais agressivos e entendem melhor o mercado financeiro.

Confira os principais benchmarks da bolsa americana:

Bonds

Os Bons são bastante conhecidos como um investimento em renda fixa feito nos Estados Unidos. O principal meio de fazer isso é pelo Tesouro Americano, com títulos emitidos por instituições governamentais, de forma bastante semelhante ao Tesouro Direto no Brasil.

Nesse caso, os títulos são chamados de Treasury Bonds e são os mais comuns quando se fala em Bonds. Contudo, eles também podem ser emitidos por empresas de capital aberto, não apenas pelas instituições governamentais.

S&P 500 

O S&P 500 é um índice financeiro, criado em 1957 pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s.

Ele reflete o desempenho das 500 maiores empresas americanas de capital aberto e sua abrangência chega a atingir 80% do mercado acionário de todo o país.

Em razão do seu enorme peso, é considerado por muitos como o índice econômico mais relevante, sendo acompanhado por investidores de todo o mundo.

Certificate of Deposit (CD)

Certificate of Deposit (CDs) são produtos com conceito semelhante ao dos bonds. A diferença está no emissor desse título, que pode ser bancos ou instituições financeiras.

Eles são similares aos Certificados de Depósito Bancário (CDBs) existentes no mercado brasileiro. O título tem como objetivo captar recursos para as empresas. 

Depois que o banco recebe esse valor, repassa para seus clientes como um empréstimo com juros maiores. 

Como os benchmarks influenciam nos investimentos?

acompanhe os índices benchmarks financeiros

Um benchmark financeiro é um parâmetro de rentabilidade dos investimentos. Existem diversos índices de referência, que podem ser usados como métrica para avaliar o desempenho de uma aplicação financeira. 

Dessa forma, existe um benchmark adequado para cada tipo de aplicação, de acordo com o seu grau de risco.

Nos investimentos, existe uma relação entre risco e retorno. Geralmente, quanto mais arriscado é uma aplicação, maiores as chances de altos retornos. 

A lógica é que aplicações mais arriscadas usem como benchmark um indicador mais alto do que as aplicações mais seguras.

Quais são os benchmarks usados pela O2 Research?

Na O2 Research usamos alguns desses benchmarks para comparar a rentabilidade das nossas carteiras. Veja abaixo quais são elas:

Ibovespa

Em duas das nossas carteiras, usamos o Ibovespa como benchmark:

Carteira de Ações brasileiras;

E Carteira Quant;

Isso porque essas duas carteiras são compostas por ações brasileiras, sendo assim o principal índice para referência não poderia ser outro.

E apesar de cada uma dessas carteiras possuírem filosofias de investimento diferentes, uma fundamentalista e outra quantitativa, ambas buscam superar consistentemente o Ibovespa.

S&P 500

Nós também oferecemos uma Carteira de ações americanas e, como benchmark dessa carteira usamos o S&P 500, índice que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos.

Desde o início dessa carteira temos conseguido um desempenho bem superior ao S&P 500, e com um detalhe, aqui nós mantemos a comparação em dólares, assim a variação cambial entre Real e Dólar não é considerada.

Pois a conversão dos valores para o real quando se trata de uma carteira no exterior deve ser evitada, já que o objetivo é superar o benchmark diretamente na moeda local. 

Caso o investidor realize a conversão o câmbio pode dar uma ajudinha injusta e pode enviesar a comparação com o benchmark.

Bitcoin 

O Bitcoin é a primeira e ainda a maior criptomoeda do mundo.

Mas também é muita utilizada como benchmark para carteiras compostas por uma cesta de criptomoedas que pode ou não também incluir o próprio Bitcoin.

Porém, apesar de ser convencionalmente usado como benchmark, o Bitcoin não se trata de um índice de referência e, assim, não é o ideal para ser usado para comparação.

Mesmo assim, para manter a tradição dos investidores em criptomoedas, decidimos adotar o Bitcoin como benchmark secundário para a nossa Carteira de Criptomoedas, junto com o Hashdex Index.

Hashdex Index (HDAI)

A Hashdex é uma de gestão de ativos focada no mercado de criptomoedas, que inclusive realiza a gestão de alguns fundos de criptomoedas negociados por investidores do mundo. 

Assim, a Hashdex criou o índice Hashdex Index, ou HDAI, para servir como um benchmark mais adequado e assim medir melhor os desempenho das carteiras e fundos de cripto ativos.

Simplifique seus investimentos assine uma casa de análise

Um dos principais objetivos das casas de análise é com certeza bater alguns benchmarks importantes do mercado financeiro.

Mas nem todas elas conseguem, porque realmente é bem difícil, é necessário ter bastante experiência, horas de voo e muita dedicação, e essas três características só andam juntas quando os profissionais são realmente qualificados e colocam a “pele em jogo”.

Esse é um dos diferenciais da O2 Research, aqui todo mundo investe nas carteiras que recomenda, entende dos assuntos e claro, te ensinamos para que você também entenda.

Nós acreditamos em relatórios coerentes e bem enxutos para que você não perca horas do seu dia com algo que pode ser tão simples.

Economizamos seu tempo assistindo um jornal, que mais faz você ter vontade de voltar pra cama, do que começar o dia animado, com o nosso “+ que um morning call”, onde você recebe todos os dias insights importantes para seus investimentos de uma forma dinâmica e descontraída.

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

Conclusão

Os benchmarks são ferramentas indispensáveis para qualquer investidor que deseja identificar, de maneira sólida e correta, se sua carteira de investimentos ou se um determinado produto tem uma performance satisfatória no mercado financeiro.

É importante apenas que o investidor entenda a importância de utilizar o benchmark adequado para seu portfólio, a fim de evitar erros na hora de analisar a rentabilidade dos produtos.

Se você já investe no mercado financeiro ou pretende iniciar seus aportes em breve, não deixe de considerar os benchmarks dos investimentos em suas análises de rentabilidade. 

Se usadas corretamente, estas referências só têm a agregar à sua carteira e ao seu dia a dia quando o assunto for seus investimentos!

Gostou do texto? Compartilhe com quem também precisa entender mais sobre esse mundo dos benchmarks.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rebeca
Rebeca
11 meses atrás

Adorei o tema!