Bear Market – como o urso pode mudar sua forma de investir?

Bear Market – como o urso pode mudar sua forma de investir?

Se você trabalha com o mercado financeiro, você com certeza já deve ter ouvido algo relativo às expressões bear market ou bull market; relativas aos ciclos do mercado financeiro.

Caso você esteja se perguntando o que um touro e um urso tem a ver com o mercado de ações; esta pode ser uma boa leitura para tirar sua dúvida.

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

O que são os ciclos do mercado financeiro?

O mercado financeiro normalmente segue um padrão relativamente fixo de altas e baixas se sucedendo ao longo do tempo. 

Apesar de em escala menor essas flutuações ocorrerem diariamente, em larga escala essas mudanças podem ocorrer durante períodos muito longos de tempo.

O suficiente para se estender por alguns anos, com quedas ou altas bem consideráveis se estendendo durante todo este período.

como funciona o bear market

– Sentimentos do mercado

Caso você tenha alguma familiaridade com o mercado de ações, você já pode ter ouvido os termos “bear market” e “bull market”, ou mercado do urso e mercado do touro, respectivamente. 

Estes termos têm relação com os momentos do Mercado Financeiro:

Sendo o primeiro o indicador de um período longo de queda nas ações, enquanto o outro significa o contrário, um momento de valorização das ações.

Há quem diga que esses termos foram batizados com relação à forma como esses animais atacam:

Com o Urso atacando com suas patas de cima para baixo, em queda; enquanto o Touro ataca de baixo para cima, levantando sua presa com seus chifres. 

Se essa história de batismo é verídica ou não, não podemos afirmar.

Mas com certeza facilita bastante na hora de lembrar qual momento estamos vivenciando na Bolsa de Valores.

– Sentimentos no bear market

No bear market, o mercado financeiro está pessimista, e por qualquer motivo que seja as ações estão em queda, e por consequência as expectativas dos investidores também.

Alguns fatores que podem causar esse sentimento são Inflação, alto índice de desemprego; queda no PIB de um país; entre outras questões que podem desacelerar a economia.

Em geral, a Bolsa de Valores antecipa esses indicadores.

Ou seja, a mera expectativa  entre os investidores de um ano ruim à frente pode ser suficiente para gerar um momento de queda prolongado.

Assim como uma forte alta.

– Sentimentos no bull market

Do outro lado, o bull market significa um momento de otimismo para o mercado; o que consequentemente faz com que as ações comecem a subir e os rendimentos dos investimentos sejam maiores.

Em poucas palavras, bull market significa mercado em ascensão.

O que significa bear market?

Como dito antes, o bear market significa um momento de maior pessimismo no mercado, com o preço das ações caindo e junto com elas, as expectativas dos investidores. 

Geralmente o pessimismo gera entre os investidores o medo de manter seu dinheiro investido na renda variável, levando-os a vender suas posições, e com um volume maior de vendas do que de compras o preço das ações começa a cair mais.

Isso gera mais medo em um número maior de investidores, que também começam a vender suas ações… e assim o círculo vicioso se alimenta no bear market.

Como identificar o bear market?

como diferenciar o bear market do bull market

Não existe uma receita correta pronta para auxiliar a identificar este tipo de momento no mercado. 

O que pode ser feito é encontrar indicadores que nos mostram quais são as possíveis tendências do mercado e quais serão os prováveis movimentos dos investidores. 

Isso implica em uma análise não apenas de números, mas também da macroeconomia como um todo e até mesmo do sentimento em geral dos investidores no Mercado.

– no mercado de ações

Se você entendeu o conceito de bear market, fica um pouco mais fácil você interpretar os sinais que indicam que o mercado vai entrar em um período de queda. Aqui estão alguns sinais que podem lhe ajudar a perceber quando essa queda estiver vindo:

– grande incerteza no mercado

Se o mercado estiver passando por um período de incertezas, os investidores vão provavelmente fugir dos investimentos mais arriscados.

O que significa menos dinheiro no mercado de ações, o que, por fim, significa uma queda no preço dessas ações.

– lateralidade dos preços

Um dos sinais mais óbvios de uma queda na Bolsa após um período de bull market é a perda da força de alta nas ações.

Isto é, após o período de alta, com as ações alcançando novas máximas, os preços começam a lateralizar.

Dessa forma, os investidores podem perceber que as ações em geral começam a se manter em uma mesma faixa de preços por um período mais longo que o normal.

Sem conseguir realizar novas máximas.

Esse fenômeno representa um menor entusiasmo dos investidores em continuar comprando ações e um movimento maior de vendas, provavelmente para efetuar o lucro gerado pelas altas anteriores.

Claro, essa acumulação de preços pode ser seguida de novas máximas.

Porém pode ser um sinal de alerta após uma grande alta e pode ser um bom momento para vender uma parte das suas ações e assim embolsar e garantir parte do lucro gerado por elas.

– desistência de renda variável

Com os investidores menos animados, é comum que eles migrem de ativos de renda variável. Como ações por exemplo, para títulos de renda fixa, como o tesouro direto

Essa necessidade de buscar alguma segurança em seus investimentos pode aumentar quando as taxas de economia estiverem elevadas.

O que significa retornos maiores para títulos públicos.

Afinal, por que o investidor arriscaria seu dinheiro na renda variável em um cenário onde os títulos públicos pagam altas taxas de juros com uma segurança muito maior?

– nas criptomoedas

Ultimamente o mercado de criptomoedas tem apresentado uma volatilidade bem menor do que o comum nesse tipo de ativo.

Após a crise relativa à pandemia causar uma grande queda em março de 2020; as criptomoedas tiveram uma enorme valorização.

Com o Bitcoin alcançando novas máximas históricas desde o fim do ano de 2020 até abril de 2021.

Desde então houve uma correção dessa grande valorização em pouco tempo; e, mais recentemente os preços da principal criptomoeda se lateralizou na faixa dos U$ 30 à 40 mil dólares.

Mas devido à sua volatilidade e características especiais, o mercado da criptomoeda pode ser desbalanceado com um simples tweet; como do polêmico Elon Musk, CEO da Tesla.

E esse tipo de movimentação brusca pode causar um pouco de desespero em investidores de primeira viagem nesse mercado.

O que podemos oferecer de aviso para se expor adequadamente nessa classe de ativos é:

Separe uma parte pequena de sua carteira para as criptomoedas e planeje suas compras em partes.

Então, se você nunca investiu em criptomoedas, mas já separou um valor para esse objetivo, segmente esse capital em compras parciais.

Por exemplo, a cada queda entre 10% a 15% no Bitcoin você pode aportar cerca de 10% do seu capital separado para investir em criptos.

Claro, essa lógica se aplica a todas as demais criptomoedas e outros ativos e você deve realizar as compras de acordo com o peso desses ativos na sua carteira ideal.

Como o bear market pode influenciar os investimentos?

o bear maket na bolsa de valores

Em momentos de pessimismo financeiro, os investidores vão querer vender seus ativos, tendo esperanças de reduzir seus prejuízos e salvarem o que conseguirem enquanto ainda podem. 

Como esses ciclos podem ser longos, esses momentos podem significar que os preços das ações vão cair bastante e passar um bom tempo nesse nível baixo. 

No entanto, tendo posse desse conhecimento, é possível se preparar para esses períodos, e até mesmo tirar proveito deste momento para fazer algumas jogadas interessantes.

Dicas dos especialistas: Como se preparar para um bear market?

É muito difícil prever o início de um bear market, mas isso não significa que você não pode se proteger dos seus impactos ou até mesmo se beneficiar dele quando chegar, para te ajudar nisso separamos algumas dicas:

Entenda bem quais são as fases de um bear market:

O bear market pode ser dividido em fases, cada uma com suas peculiaridades e impactos diferentes no mercado. São elas:

Reconhecimento:

Os investidores mais dispostos a tomar riscos sabem que o mercado possui altas e baixas constantes.

E por isso não se surpreendem com qualquer queda que possa vir a acontecer no mercado, o que faz com que o início de um bear market seja um pouco difícil de prever.

Em geral, são questões macroeconômicas que trazem o início do bear market, geralmente por conta do aumento de desemprego; estagnação; diminuição de estímulos da economia e entre outros fatores. 

Apenas os investidores mais espertos conseguem prever com precisão quando um bear market vai começar,.

Então esteja sempre atento, principalmente observando o comportamento de quem realmente dá a direção das Bolsa de Valores:

Os institucionais, como são conhecidos os grandes fundos e bancos do mundo.

Pânico:

Por mais que haja esforços para frear o bear market por parte de investidores e instituições financeiras.

Quando ele chega é para ficar, e aí o pânico se instala entre os investidores. 

Esta fase consiste em mudanças bruscas nos preços dos ativos, basicamente por conta das grandes instituições redefinindo estratégias para conseguirem proteger melhor seu patrimônio.

Além da fuga dos investidores do risco em busca de algo mais seguro, como títulos de dívida de grandes países, como os EUA.

Estabilização:

Este é o estágio mais longo, no qual os investidores continuam pessimistas e apenas acompanhando as notícias, mantendo-se na defensiva enquanto o pior não passa. 

Com esse falso conforto causado por muitos manterem-se na defensiva, outros têm dificuldade de convencê-los de que o fim deste momento de queda está chegando.

O que faz com que o mercado permaneça nesse estado de dormência por algum tempo.

Antecipação:

Aqueles que conseguem se manter otimistas começam a tentar observar um reaquecimento da economia.

Apoiados pela certeza de que os motivadores da queda da bolsa já passaram, através de uma visão mais ampla da situação. 

Ao identificar uma possível recuperação as ações são rapidamente compradas pelos institucionais;

Uma vez que ainda estão em preços bem interessantes e há a expectativa de alta a médio e curto prazo.

Apesar de ser difícil prever quando essas fases ocorrem, apenas entendê-las já é um bom primeiro passo para conseguir se manter preparado para o impacto.

proteção de carteira

Além de entender os estágios do bear market, você pode se preparar para a sua chegada e proteger a sua carteira contra os impactos gerados por ele.

E há, basicamente, duas formas de você fazer isso:

tenha um Caixa de Oportunidade:

O “caixa” é um termo contábil que representa uma reserva de dinheiro que pode ser usada de acordo com algum objetivo.

Nesse caso o Caixa de Oportunidade é uma reserva que o investidor pode fazer para comprar ações mais baratas ao longo de um bear market.

Mas como ele pode te proteger? É bem simples, idealmente você deve sempre ter algum percentual alocado como Caixa de Oportunidade.

Que deve ser aplicado em algum ativo com grande segurança e  liquidez diária.

Para que possa aumentar o número de ações das suas empresas preferidas quando elas tiverem quedas.

Porém, quando observar que o bear market está perdendo força, o investidor deve pensar em efetuar parte do lucro que a renda variável rendeu e aumentar ainda mais seu percentual em Caixa.

Pensando em usar esse dinheiro posteriormente em novas compras de ações, mas em preços mais baixos.

Uma dica muito útil aqui é não vender todas as suas ações e nem vender tudo de uma vez, faça saídas parciais, assim se o bull market continuar você ainda continuará lucrando.

Mas caso venha o bear market você já poderá aproveitar seu Caixa para ir às compras; que também não devem ser feitas todas de uma vez só. 

Compre “pozinhos”

A estratégia do pozinho pode ser um ótimo seguro de carteira, porém requer um conhecimento mais avançado sobre investimentos, pois é necessário entender sobre o Mercado de Opções para realizar essa estratégia.

Mas com ela você poderá manter suas ações em carteira;

E, caso aconteça um bear market com quedas intensas os pozinhos, que funcionam de forma similar ao seguro de um carro.

Irão ressarcir as suas perdas e você poderá usar o dinheiro para comprar mais ações.

Essas duas estratégias podem ser complementares, mas não recomendamos que use a estratégia do pozinho para se proteger sem antes estudar muito bem como funciona o mercado de opções, pois um erro operacional nesse mercado pode trazer enormes prejuízos.

Saiba diversificar seus investimentos:

aproveite as oportunidades do bear market

Uma vez que é humanamente impossível prever com precisão o futuro da bolsa de valores.

Uma das melhores formas de proteger seu dinheiro é mantendo sua carteira de investimentos diversificada.

É importante que diversifique não só entre classes de ativos diferentes.

Mas também é necessário diversificar em ativos dentro de cada uma das classes da sua carteira.

Isso é, além de manter um caixa de oportunidades na renda fixa.

Como dito na dica anterior, é importante que você tenha mais do que somente uma ação em carteira e também que invista no exterior. 

Dependendo do seu perfil, é possível inclusive ter um pouco de criptomoedas no portfólio.

Dessa forma, caso o bear market atinja somente o Brasil ou somente uma das classes de ativos; como as criptomoedas por exemplo, as demais porções da carteira não serão atingidas.

Assim você diminui os impactos que sua carteira de investimentos pode sofrer.

– estratégias de investimento

Este é o momento de pensar à longo prazo:

Por mais longo que um período de depressão seja angustiante, sempre há uma luz no fim do túnel. E após o fim do bear market há sempre um bull market esperando. 

Um bear market pode ser uma ótima oportunidade para adquirir ações mais baratas e esperar que elas valorizem a longo prazo; para poder vendê-las a preços mais interessantes. 

Cabe apenas a você saber lidar com o risco e ter a paciência necessária para ver suas ações adquiridas por precinhos amigáveis crescerem no fim do período de pessimismo.

Como ganhar dinheiro no bear market?

Aproveite as oportunidades do bear market

Para não apenas sobreviver como também ganhar dinheiro em um bear market, é necessário possuir paciência e uma boa dose de sangue frio.

Apesar de existirem várias oportunidades durante a queda, não é muito aconselhável adquirir ações nos momentos iniciais do ciclo.

Uma vez que ele pode durar bastante tempo, e nesse tempo as ações podem cair ainda mais.

Antes de tomar decisões com relação a esse ciclo, considere tentar identificar o que está causando esse momento de pessimismo na bolsa; mantenha-se atento à quaisquer fatos relevantes a esse objeto causador. 

Esta também pode ser uma ótima oportunidade para investir em outras modalidades de ativos. Por mais que grande parte do mercado esteja passando por esse momento de pessimismo, isso não significa que 100% do mercado está desaquecido. 

É possível procurar e encontrar ativos que estejam indo na direção contrária durante este ciclo. Ao encontrar essas oportunidades, você pode investir nelas, garantindo que seu patrimônio não será afetado pelos mesmos riscos que estão dilapidando os outros investimentos.

Banner inscrição na lista de interessados para assinatura

Conclusão

Em suma, esses momentos de alta e baixa geral fazem parte do mercado, e é importante conhecê-los para conseguir reagir  melhor a estes eventos. 

O bear market em especial é particularmente difícil de lidar. Mas como Warren Buffet disse uma vez, “é importante manter-se pessimista enquanto todos estão otimistas e vice-versa”. 

Essa filosofia de manter uma certa dose de ceticismo contrariando a opinião geral pode ser o que diferencia um bom investidor de um ótimo.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments